terça-feira, 24 de maio de 2016

O Coração dos Heróis

O Coração dos Heróis é um pequeno trecho na gigantesca batalha em Troia. Aquiles cresce com seu meio irmão Pátroclo e ambos acabam indo para a guerra contra os troianos. Porém, num dia, Pátroclo se faz passar por Aquiles e vai à luta, contra Heitor. Contudo, ele não se sai bem e acaba sendo morto pelo seu oponente.
Ao ver Pátroclo morto, Aquiles decide se vingar tirando a vida de Heitor. A simples morte de seu inimigo não satisfaz sua ira e desejo de vingança, o que o faz capturar o corpo de Heitor e, sob posse do corpo, subjuga-o a diárias violações, amarrando-o a sua carroça e arrastando-o a fim de sanar sua tristeza pela perda de seu meio irmão.
O pai de Heitor, Príamo, como todo pai, só deseja realizar os rituais sagrados e enterrar seu filho devidamente, mas é impossibilitado devido as circunstâncias. Resolve, então, seguir o coração e realizar algo que ninguém ainda fez, buscar o diálogo e convencer o inimigo a permitir que um pai possa enterrar seu filho.

Voltemos à Troia da Grécia Antiga. Em meio a um dos maiores acontecimentos da literatura, David Malouf reconta alguns momentos conhecidos na Ilíada, de Homero, mas vai além, incluindo fatos que não foram contados na obra original.
Neste livro, Malouf insere o sentimentalismo dos nossos heróis, tanto Aquiles quanto Príamo, e o explora ao ponto de transmitir a tristeza pela perda que ambos personagens carregam.
Príamo se destaca como um homem que acredita que realizar uma proeza nunca tentada antes, principalmente em uma guerra na qual se arriscaria a conversar com o inimigo em suas terras e pedir-lhe que devolva o corpo de seu filho, seria a solução para enterrar seu primogênito. Seu coração, que está em trevas, o faz agir de forma peculiar e acreditar que Aquiles, por também estar sofrendo pela perda de um ente querido, concederia a um pai aflito o direito de enterrar um filho.
Aquiles, por outro lado, após matar Heitor, acaba tendo sua vida coberta por uma penumbra, onde somente a tristeza reina, e não consegue satisfazer seu desejo de vingança pela morte de Pátroclo. Passa dias arrastando o corpo já sem vida de seu inimigo, em uma tentativa de aliviar sua dor. Porém, em nenhum momento passa-lhe pela cabeça o que acontece dentro de Troia, que um pai sofre tanto quanto ele e não pode realizar seus rituais de despedida.
O autor aborda um lado dos personagens que, mesmo em meio a uma guerra, mostra que inimigos podem compartilhar dos mesmos sentimentalismos, das mesmas tristezas e, mesmo sendo inimigos, podem compartilhar sua dor. O Coração dos Heróis é um breve, porém bonito momento, em uma das grandes guerras já travadas por aí.
Até a próxima página!

terça-feira, 10 de maio de 2016

Half Bad

Half Bad conta a história de Nathan, filho de uma bruxa da Luz com um bruxo das Sombras, que sofre constantemente por ser considerado ''meio código'' pelo Conselho dos bruxos da Luz e uma aberração no resto do mundo bruxo. Seu pai não é apenas um simples bruxo das Sombras, mas sim o mais cruel e poderoso do mundo dos bruxos e, por isso, o mais procurado também. Nathan, vive com a avó e seus meio irmãos, todos filhos de bruxos da Luz. É muito apegado ao seu irmão do meio Arran, que acredita que Nathan não será como seu pai, e odiado pela irmã mais velha Jessica, que acha que o menino deveria estar morto e que foi o causador da morte da mãe.
Nathan passa frenquentemente por avaliações no Conselho dos bruxos da Luz para se ter o controle se ele se tornará um perigo ou não à sociedade dos bruxos da Luz, já que é o único bruxo meio sangue na história.
Até aí, a vida de Nathan é um saco. Tudo muda quando o garoto conhece Annalise, uma bruxa da Luz por quem o garoto se apaixona e que vem de uma família de caçadores de bruxos das Sombras, que coloca Nathan em encrencas com seus irmãos, também caçadores, e que odeiam o garoto.
Nathan é preso, separado da família e levado para longe de todos onde recebe um treinamento até fazer 17 anos, que é quando finalmente ele se tornará um bruxo maior de idade e se saberá se o menino puxou para o lado do pai ou da mãe.
Mas para isso acontecer, Nathan precisa receber os três presentes que todo o bruxo recebe quando atinge a maioridade. Sem estes presentes ele não descobrirá qual é o seu dom. Cada bruxo tem um dom, invisibilidade, poder de cura, poções, se transformar em outras pessoas, em animais e assim por diante. O problema é que Nathan acaba fugindo do Conselho e não sabe a quem recorrer para receber os presentes.
No meio de tudo isso ele encontra pessoas que conheceram seu pai e que o ajudam ao longo de sua trajetória a descobrir coisas de seu passado que nunca lhe foram contadas, além de pessoas por quem Nathan ganha feição e se tornam amigos.
O desfecho desta história acaba por nos surpreender e deixa-nos com curiosidade de saber o que acontece no próximo livro. A história de Nathan é realmente muito boa e vale muito a pena ler o livro. Para quem gosta de livros sobre bruxos, é uma possibilidade de mundo bruxo a mais para desvendar, se divertir e comparar com outras histórias.
Half Bad é uma trilogia, de Sally Green, e, até o momento, só foram publicados dois livros no Brasil, o último ainda sem data para lançamento.

Até a próxima página!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

Leituras de abril + atualizações

Como todo post de leituras e atualizações do mês, seremos diretos. Em abril, as leituras foram poucas, porém muito divertidas, e os 2 posts publicados foram os seguintes:

Posts:
As leituras do mês foram:

Anderson 
  • conclusão de Half Bad - Sally Green, livro que conta a história de um jovem que é monitorado por um conselho de bruxos da luz, a fim de descobrir se ele se tornará um bruxo das sombras, enquanto ele precisa lidar com o preconceito de ser um bruxo meio sangue.
Bruno 
  • Conclusão da leitura de O Coração dos Heróis - David Malouf, que brinca com a guerra de Tróia, acrescentando um trecho sobre Príamo e seu objetivo de recuperar o corpo de seu filho, Heitor, que está sob poder de Aquiles.
  • Conclusão da leitura de Un Mundo Feliz - Aldous Huxley (edição em espanhol de Admirável Mundo Novo), que narra o funcionamento de um mundo distópico, onde as pessoas são fabricadas em laboratório e condicionadas a viver de certos modos, enquanto um selvagem, alguém que é de fora desse mundo, acaba entrando em contato com esta realidade;
  • Death Note Black Edition #2;
  • Death Note Black Edition #3;
  • Início da leitura de Marley & eu - John Grogan, que está na meta de leitura para 2016.
Até a próxima página!
diHITT - Notícias